Frequentemente usamos o nosso corpo de maneira inadequada, sobrecarregando alguns músculos que ficam tensos e doloridos. A série de alongamentos e exercícios que seguem ajudam a eliminar a tensão acumulada durante o dia, preparando-a para um sono mais repousante. Se você sentir necessidade ou mesmo vontade, faça toda a série ou parte dela a qualquer hora do dia.

Exercício 1
– Deitada, flexione as pernas e deixe os pés e os joelhos afastados na largura dos seus quadris. Entrelace as mãos na nuca. Contraia então fortemente as nádegas, sem tirá-las do chão, ao mesmo tempo em que você força a parte posterior da cintura de encontro ao chão e uma omoplata de encontro à outra, projetando assim ligeiramente seu peito para o alto. Mantenha-se nesta posição, por duas ou três respirações longas e lentas, antes de descontrair. Faça o exercício mais unia vez. Solte então os braços ao longo do corpo e permaneça por alguns instantes nesta posição, entregando o peso do seu corpo ao chão.

Exercício 2
– Deitada, flexione as pernas sobre o peito e cruze os tornozelos. Afaste os joelhos, apoie unia mão em cada joelho e depois balance o capo de um lado para o outro, relaxadamente, soltando bem o corpo no chão. Ao “cair” para os lados solte o ar e inspirando deite-se novamente de costas, antes de “cair “para o outro lado. Repita cinco vezes para cada lado, sentindo a massagem que este movimento faz nas suas costas e nádegas. Deite-se então de lado, e “empurrando” o chão com as mãos, sente-se.

Exercício 3
– Fique “de quatro “, mantendo as costas retas. Expirando, leve o queixo ao peito e curve a região lombar para cima, imitando um gato bravo sem mexer os cotovelos ou os joelhos. Inspirando volte a posição anterior. Repita cinco vezes, de forma bem lenta.

Exercício 4
– Ajoelhada, leve o pé direito bem à frente, deixando o joelho esquerdo no lugar. Leve então o quadril à frente, até o joelho ficar perpendicular ao pé. O joelho esquerdo permanece no chão. Não tire os pés do lugar, “ajeite “a barriga e permaneça com as mãos apoiadas ao lado do pé direito por cinco respirações. Para voltar à posição anterior apoie as duas mãos no joelho que está à frente e “empurre” as mãos de encontro ao joelho. Faça o exercício do outro lado.

Exercício 5
– Ao terminar o exercício anterior apoie as duas mãos sobre o joelho esquerdo dobrado e “empurrando” o joelho para baixo, levante-se. De pé, coloque as palmas das mãos na parede, afastadas entre si na largura dos seus ombros. Dê um passo para trás, mantendo os joelhos ligeiramente flexionados. Dobre lentamente o tronco à frente, sem tirar as mãos da parede, deixando as nádegas, as pernas e os pés em linha reta. Permaneça com a respiração livre durante cinco respirações. Sinta o alongamento dos ombros, axilas e costas. Faça o exercício mais uma vez, colocando as mãos mais acima ou abaixo do ponto experimentado anteriormente.

Exercício 6
– Afaste os pés e dobrando os joelhos fique de cócoras. Solte a cabeça à frente, relaxe os ombros e respire lenta e profundamente cinco vezes, levando o ar até o assoalho pélvico.

Exercício 7
– Deite-se de costas no chão e apoie os pés na parede, formando um ângulo reto entre as suas coxas e as suas pernas. Encoste as plantas dos pés e solte os joelhos para os lados, relaxe todo o corpo e coloque as mãos na barriga, logo abaixo do umbigo, sem que os dedos de uma mão toquem os dedos da outra. Respire lenta e profundamente, levando o ar até a barriga. A cada expiração solte seu corpo mais um pouquinho. Permaneça alguns minutos nesta posição, sentindo as suas costas se espalharem no chão. Abaixe então as pernas, deite-se sobre o seu lado direito e permaneça por um minuto. Levante-se devagar.

Você vai gostar de ler:

– Dicas de postura e movimentação.
– Dicas para exercícios e alongamentos.
– Faça 10 exercícios pela manhã, ao acordar.