Depois do parto, principalmente no primeiro mês, é difícil lidar com uma barriga grande e flácida, mamas grandes e doloridas e um sangramento vaginal abundante. A mulher precisa ter paciência porque foram necessários nove meses para formar um bebê…

Veja o que muitas vezes acontece e que pouco a pouco, começa a passar:

Sangramento
Assim que o bebê nasce, a placenta se desprega da parede uterina e sai pela vagina, deixando no local uma “ferida placentária” que sangra por 10 a 15 dias. Nos primeiros dias parece uma menstruação forte, e a mulher pode sentir cólicas quando o bebê começa a mamar. Essas cólicas indicam que o útero está se contraindo, voltando a ficar do tamanho normal (10 cm) e que a ferida placentária está cicatrizando. Use absorvente externo e troque-o a cada ida ao banheiro.

Os pontos
No parto normal, vaginal, é possível que tenha sido feito um corte entre a vagina e o ânus (episiotomia) para facilitar a saída do bebê. Use água e sabonete a cada evacuação, para manter a região do períneo limpa e seca. Os pontos caem por si só.
Para aliviar a dor e o desconforto do corte não fique muito tempo em pé ou sentada. Durante a mamada sente-se sobre almofadas macias.
No caso da cesariana os pontos devem ser retirados pelo médico, após uma semana. Faça a higiene do corte com água e sabonete, e seque delicadamente. O uso da calcinha alta alivia o desconforto e a dor da recuperação.

Funcionamento intestinal
O intestino fica mais lento, voltando a funcionar a partir do segundo dia e em algumas situações, apenas em casa. 

Beba muita água e cuide da alimentação incluindo alimentos ricos em fibras como laranja com o bagaço, verduras e legumes, é a maneira mais fácil para regular o intestino.
No caso das hemorroidas recomenda-se descansar, alternar banhos de assento frios e quentes, e esperar que elas melhorem.

Alimentação
Amamentar dá fome e muita sede.
Cuidar da rotina é fundamental: almoce por volta do meio dia, tomar o lanche da tarde e depois, jantar lá pelas 19 horas. Por volta das 22 horas, outro lanchinho, e comer alguma coisa na mamada das 6 horas da manhã. Depois tomar o café da manhã entre 9 ou 10 horas.
Nos intervalos, enquanto o bebê dorme, deve-se tomar bastante água e descansar para ajudar na produção de leite.
A mulher precisa de ajuda no pós-parto.

Descanso
A grande maioria dos bebês acorda a cada duas a três horas, inclusive de madrugada, fazendo com que a mãe consiga descansar apenas nos intervalos.
O sono contínuo de seis a oito horas passa a ser um sono entrecortado.
Poucas mães têm a sorte de ter bebês que desde pequenos fazem intervalos mais longos durante a noite.
Se a mulher não conseguir dormir durante o dia, enquanto o bebê dorme, é fundamental que descanse.

O sono e o descanso ajudam na produção de leite, e garantem o bom humor que tende a desaparecer quando o cansaço é grande.